Atividades para a lombar

 

Reabilitação física

O treinamento funcional é um dos métodos mais indicados de atividade para reabilitação física. Estes exercícios são projetados exclusivamente para cada patologia e têm por base movimentos do dia-a-dia com o próprio peso do corpo, dessa forma não há sobrecarga e o profissional estuda cada caso individualmente, trazendo os exercícios mais adequados para a sua necessidade. Dores lombares, hérnia de disco, lesões  e pós-operatório são algumas das razões pelas quais a atividade física é mais procurada, por esse motivo a multidisciplinaridade é um fator fundamental prezado pela AM Personal para cuidar da sua saúde!

Atividade física para gestantes

A maternidade traz consigo muitas mudanças para o corpo da mulher, não apenas as hormonais, mas também questões posturais e retenção de líquidos. A atividade física durante a gestação previne e reduz lombalgias (dores na lombar) causadas pela hiperlordose (aumento da convexidade da coluna vertebral). Durante a gestação o centro de gravidade da mulher provocando a hiperlordose. Nesses casos o exercício físico contribui para a adaptação da gestante a essa nova postura.

A gestação também provoca, com frequência, a diminuição da flexibilidade das juntas, promovendo dores nas mão e membros inferiores. A prática regular de exercícios direcionados para gestantes minimiza esses efeitos por promover menor retenção de líquidos.

Atividade física para idosos

Para evitar doenças e manter uma boa qualidade de vida na terceira idade, além de uma alimentação adequada, o exercício físico está diretamente relacionado à saúde do idoso. Uma das maiores preocupações após a chegada da terceira idade é o risco de queda, evento muito associado às taxas de morbidade para idosos. Para redução do risco de quedas, treinamento de força e equilíbrio, além de exercícios de coordenação, flexibilidade e aeróbios são indicados. Descubra mais sobre o que o exercício funcional para idoso pode fazer por você!

Atividade física para cardiopatas

As doenças cardiovasculares estão intimamente ligadas com  exercícios. A atividade física pode ser fator preventivo de cardiopatias, bem como pode auxiliar na proservação de um paciente cardiopata. No entanto, cuidados devem ser tomados quando se prescreve um treinamento físico para portadores de doença cardiovascular. Junto com o tratamento farmacológico, a atividade física é um dos responsáveis pela redução significativa da morbidade e mortalidade por conta dessa patologia. Descubra como praticar exercícios específicos, promovendo mais saúde e qualidade de vida para você!